Somos uma voz

Um clamor pela liberdade

A liberdade religiosa é um dos direitos fundamentais do homem, assegurada no art. 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Apesar disso, aproximadamente 200 milhões de cristãos em todo o mundo sofrem algum tipo de perseguição por causa de sua fé, como prisão, violência física e psicológica e assassinato. Somente em 2013, 2.123 cristãos foram assassinados em função da perseguição, quase o dobro das mortes em 2012, quando 1.201 cristãos tornaram-se mártires.

O Brasil, contudo, possui os menores índices de restrições e hostilidades à expressão de crença , servindo de exemplo para o mundo. Enquanto país laico, ou seja, neutro e imparcial às diferentes religiões, a própria Constituição brasileira garante a liberdade religiosa e tratamento igualitário a todos os seres humanos, quaisquer que sejam suas crenças .

Mas 111 países do mundo oferecem uma realidade bem diferente para os cristãos, com restrições e hostilidades. Enquanto cidadãos globais, não podemos ficar alheios aos diversos casos de perseguição que ocorrem no mundo. Temos um compromisso com a busca pela paz e liberdade de religião e de culto, dentro de um espírito de respeito mútuo e compreensão.

aq_block_4-image

A MAIS está engajada no projeto de despertar os brasileiros na luta em favor da liberdade de religião e crença no mundo por meio de uma parceria com a organização internacional Stefanus Alliance , que luta em favor da liberdade de crença e religião.

Vamos trabalhar por justiça com a Igreja brasileira em favor dos cristãos que estão presos ou enfrentando processos por expressarem sua fé. Divulgaremos casos internacionais de perseguição religiosa para que você tenha a oportunidade de lutar com a gente.

Sua participação é muito importante! Se você se sente responsável pela paz global e deseja se engajar na luta contra a perseguição religiosa, torne-se nosso parceiro nas apelações!

aq_block_8-image

Cartas e Manifestos

laos-single-pt
06/11/2014
|

Cristãos de LAOS

Mais um dia tem passado para o pequeno grupo que está na prisão. Mais um dia de incerteza. Quando é...
img-web
10/09/2014
|

Bishoy Armeya Boulos

Bishoy Armeya Boulos, anteriormente Mohammed Hegazy, tornou-se  cristão com 16 anos e, a partir desse momento, sofreu ameaças, agressões e...

Missão em Apoio à Igreja Sofredora

Nome (*)

Email (*)

Assunto

Mensagem

Captcha



MISSÃO EM APOIO À IGREJA SOFREDORA

Nossa missão é apoiar e preparar a igreja sofredora do mundo, para que esta tenha condições autônomas de transformar integralmente o contexto onde ela se encontra. Existe uma igreja que sofre todos os dias. Nós seremos a voz da igreja sofredora.